Notícia
Postado em: 25/07/2018 | Por: Equipe Do site Com baixo estoque, Porto Velho suspende vacina contra o sarampo para adultos

As vacinas contra sarampo que estavam disponíveis para toda a população de Porto Velho foram suspensas para os adultos, nesta semana, por causa do baixo estoque. Apenas crianças de 1 a menores de 5 anos estão sendo imunizadas. A confirmação foi feita pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) na manhã desta quarta-feira (25). Mais de 27 mil pessoas, entre crianças e adultos, já se vacinaram.

 

A coordenadora de imunização da Semusa, Elizeth Gomes, informou

que a previsão é que as doses voltem a ser oferecidas para os adultos na próxima semana. “Mas para liberarmos essas vacinas precisamos saber quantas doses vamos receber, porque não sabemos o quantitativo ainda. Nós estamos vacinando somente as crianças de 1 a 5 anos, que é nosso grupo prioritário. Os adultos sabem que já deveriam ter se vacinado contra sarampo porque ela faz parte do nosso calendário vacinal e estava disponível antes de começar a campanha”, disse a coordenadora.

Segundo a Elizete Gomes, o Ministério da Saúde confirma, até agora, apenas um caso da doença no estado de Rondônia e, por isso, não considera o município com surto da doença. “Por isso não vamos conseguir um grande número de vacinas para imunizar toda nossa população e temos que trabalhar com o que temos. Mas encaminhamos uma justificativa solicitando mais vacinas e vamos esperar chegar”, esclareceu.

Mas as doses para as crianças do grupo prioritário, a coordenadora destacou que está garantida. “As vacinas para as crianças menores de 5 anos estão garantidas até 31 de agosto. Agora, aquelas pessoas que não estão entre essa faixa estaria, não vão conseguir, infelizmente. E pedimos paciência. Eu peço que a população tenha calma porque não precisa de pânico por causa dessa suspensão das doses para os adultos”, destacou.

Caso seja confirmado algum caso novo da doença, a coordenadora garantiu que existe uma reserva técnica para fazer o bloqueio da doença. “Nós temos que ter essa reserva técnica porque se surgir algum caso novo o município vai estar preparado. Também existem as exceções para aquelas pessoas que estão indo para lugares com o surto da doença como, por exemplo, em Manaus. Mas para isso, a pessoa precisa comprovar que está indo para um desses lugares”, afirmou Elizeth

Distritos
Uma equipe da Semusa seguirá para os distritos nessa quinta-feira (26) para saber o quantitativo de pessoas que já se vacinaram. Ainda, no mesmo dia, as equipes irão atender a população do distrito de Jaci-Paraná e das linhas que ficam nas proximidades, mas que não conseguiram de vacinar contra sarampo.

Transmissão e sintomas
O sarampo é uma doença infecciosa aguda, viral, transmissível, extremamente contagiosa e muito comum na infância. Os sintomas iniciais apresentados pelo doente são: febre acompanhada de tosse persistente, irritação ocular e corrimento do nariz. Após estes sintomas, geralmente há o aparecimento de manchas avermelhadas no rosto, que progridem em direção aos pés, com duração mínima de três dias.

 

 

 

1kxa12d4d2mgt

 

 

 

Fonte: rondoniagora / rofronteiras

Comentário